SOBRE RENDA PASSIVA E RENDA ATIVA

19 jun

O livro Pai Rico, Pai Pobre foi um marco nas finanças pessoais alavancando como nunca antes os estudos e o interesse sobre o assunto. O autor, Robert Kiyosaki, foca em seus trabalhos os princípios necessários para acumular riqueza, dentre estes existe um em especial: “Acumular ATIVOS”.

Para entendermos o princípio fundamental para acumular riqueza, precisamos, primeiramente diferenciar ATIVOS e PASSIVOS. Os ativos são qualquer coisa, bens, imóveis, emprego, etc… que geram receita “você recebendo dinheiro” . Os passivos são qualquer coisa, bens, imóveis, veículos, transporte, etc.. que geram despesa, “você gastando dinheiro”.

Dentro desta análise podemos exemplificar:

– Uma pessoa possuí um imóvel e reside nele, tem custos com IPTU, consertos, etc… para esta pessoa o imóvel é um passível, pois gera despesa.

– Outra pessoa possuí um imóvel e utiliza-o como fonte de renda alugando-o para uma família, para esta pessoa o imóvel é um ativo, pois gera receita

O conceito de acumular ativo remete ao segundo exemplo, quanto mais ativos acumularmos, mais renda iremos obter, mais dinheiro teremos para investir em ativos que gerarão mais renda, é uma bola de neve e por isso este conceito é tão importante para quem espera ter sucesso em suas finanças pessoais.

Existem dois tipos de ativos ou formas de obter renda:

RENDA ATIVA – quando trabalhamos para ter (fruto de nosso esforço): salário, auxílio alimentação, pró-labore.

RENDA PASSIVA – quando não trabalhamos para ter (gera receita por si só não dependendo do tempo e esforço despendido, apenas do dinheiro investido): imóveis, investimentos financeiros, negócios próprios.

É claro que a mais comum e a teoricamente “mais fácil” de se obter é a renda ativa, basta que consigamos um emprego para tê-la, porém o que realmente mede nossa taxa de riqueza é a renda passiva, para melhor entendimento devemos nos perguntar: se parássemos de trabalhar hoje, teríamos como nos manter apenas com nossos investimentos? Quando esta resposta for positiva é porque foi atingida a taxa de riqueza de 100%, assim, toda sua renda através de investimentos, imóveis ou negócios próprios, que não exigem seu trabalho, correspondem a 100% dos seus gastos.

Hoje em dia é muito difícil encontrar pessoas que tenham uma taxa de riqueza acima de 90%, pois quanto mais receita se tem mais despesas se acumulam, é a ordem natural das coisas. Uma casa maior, mais gasto com impostos e manutenção; um carro melhor, despesa com combustível e seguro; uma vida mais saudável, despendendo maior valor com academia, personal trainner, produtos saudáveis; e assim por diante.

Portanto, prestemos atenção em nossos gastos atuais, para onde está indo nosso dinheiro? Será que aquele dinheiro guardado está sendo bem utilizado, ou poderíamos fazer com que ele trabalhe para nós, gerando mais dinheiro? São inúmeras as possibilidades para quem quer ver o dinheiro trabalhar por conta própria. Pense e faça sua bola de neve.

Fonte: Portal da Administração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: